Tag: seminaristas

0

José e Humberto seminaristas passionistasDepois de vários anos no Seminário Menor de Santa Maria da Feira, o Humberto Silva e o José Leite terminam o 12º ano e decidem dar um passo sério na Congregação: a partir de setembro serão estudantes de teologia em Lisboa.
Os seus colegas, que agora os vêm partir, prepararam um concerto de despedida no dia 12 de junho, onde estiveram presentes os pais. Asseguram manter-se sempre em contacto com eles, nem que seja pela oração.
Um até breve ao Humberto e ao José, com votos de muita força nesta nova etapa e bons estudos. Que tudo seja para melhor servirem os irmãos, a Igreja.

0

Os corpos dos atletas têm as formas que têm devido aos muitos exercícios que praticam. Não é trabalho de um dia, mas de meses e anos. Para isto não há milagres, nem medicamentos, nem operações. É a dedicação e o esforço que formam um atleta.
Os Seminaristas juntaram-se aos jovens de Macieira de Sarnes e de Milheirós de Poiares e viveram um dia intenso de exercícios, em prol de um espírito mais em forma. Como no mundo dos ginásios, não é um dia de treino intensivo que dará forma ao corpo; neste caso ao espírito.
Os exercícios foram explicados aos 50 jovens que participaram no encontro, agora terão de os praticar intensamente.

0

Para aumentar o convívio entre os Seminaristas, estes organizaram uma nova edição da “Semana sem Tecnologias”. À luz das velas, sem computador ou mp3, os adolescentes partilharam momentos únicos de maior proximidade entre eles pois, muitas vezes, o que impede as verdadeiras amizades são os objetos que, teoricamente, deveriam ajudar-nos e não controlar-nos. Além das orações “especiais”, da tarde de pinturas ou escultura, realça-se uma tarde de jogos “tradicionais” e da noite de um assustador peddy paper.
Fica o exemplo de coragem destes jovens que, durante todo o ano, vivem sem telemóvel no Seminário.

A Igreja olha com estima para os muçulmanos. E se é verdade que, no decurso dos séculos, surgiram entre cristãos e muçulmanos não poucas discórdias e ódios, este sagrado Concílio exorta todos a que, esquecendo o passado, sinceramente se exercitem na compreensão mútua e juntos defendam e promovam a justiça social, os bens morais e a paz e liberdade para todos os homens.

Declaração Nostra Aetate, Vaticano II

Este período, os Seminaristas estão a aprofundar conhecimentos sobre as grandes religiões do mundo.
Assim, com a ajuda do Dr. Abdul, muçulmano, os seminaristas aprenderam mais sobre esta religião.
Abdul iniciou a sua apresentação com uma reflexão se “pode um rico entrar no paraíso?”. A partir daqui, e como o conhecimento não ocupa lugar, muitas questões foram colocadas, num diálogo aberto, cheio de curiosidades e interesse. Abdul conseguiu clarificar a mente de todos os seminaristas e explicar o porquê de tantas coisas, desde a alimentação, o jejum do Ramadão, a vida profissional e as orações diárias, a esmola. Encontraram-se muitos pontos de união entre cristianismo e islamismo.
No final da conversa, os seminaristas tiveram a honra de jantar lado a lado com o irmão Abdul, que ainda teve paciência para continuar a responder às perguntas que os seminaristas fizeram.

No dia 23 de março de 2013, um grupo de 9 pessoas decidiram reunir-se para limpar Santa Maria da Feira.
Os Seminaristas Passionistas organizaram um evento de Geocaching Cache In Trash Out (CITO). Geocaching é uma atividade com milhares de praticantes em todo o mundo que procuram “tesouros” (caches) com a ajuda de um aparelho GPS. Por vezes, juntam-se em grupos para atividades ligadas ao meio ambiente, como os CITO.
Assim, estiveram toda a manhã de sábado na zona da Piedade, Santa Maria da Feira. Dentro do mato apanharam de tudo, desde televisores, plásticos, roupa, colchões, até pneus suficientes para uma grande frota automóvel. A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e a Junta de Freguesia da Feira colaboraram com esta atividade dos Seminaristas e dos Geocachers, fornecendo os meios para a recolha dos resíduos.
O trabalho terminou depois das 12 horas! Todos sujos, mas com a certeza que fizeram um importante trabalho para com o ambiente e com a freguesia da Feira. Infelizmente, ainda há muita gente que atira um papel pela janela do seu automóvel, contribuindo para a poluição no planeta Terra, a nossa casa. Os Seminaristas prometem organizar um novo evento de limpezas (CITO) no mês de junho, aberto a geocachers e a toda a gente que quiser dar uma melhor imagem à natureza.
Mais informações sobre os CITO do Geocaching em http://www.geocaching.com/cito/ e a página dos Seminaristas em http://www.facebook.com/vocacao.
Humberto Silva, seminarista passionista

Os Seminaristas Passionistas estivemos, no dia 2 de março, em recoleção.
Com uma ida para o meio da natureza para melhor contemplarmos a obra de Deus, estivemos em oração e contemplação apreciando as maravilhas que o mundo nos proporciona.
Acompanhados pelo Co. Irmão José Gregório, que orientou o retiro, fez-nos ver a vida de outra forma. No final da manhã, regressámos ao Seminário para almoçar e, posteriormente, fazer o balanço final deste dia de recoleção.
Sábado à noite foi uma noite di(fé)rente. Todos os seminaristas, e não só, fomos para o Castelo para celebrar a Festa de S. Gabriel. Com surpresa, esta noite foi considerada muito original e produtiva. Já era tarde e os seminaristas fomos diretos a casa para descansar, pois o dia seguinte seria uma dia longo, a Gala de S. Gabriel.
Domingo de manhã, participámos na Eucaristia, como é habitual. Almoço partilhado por todos os participantes na gala e, eis que chegou a hora. Atuamos e fizemos rir. No final, apesar de não termos saído vencedores, saímos do palco com o gosto de termos posto as pessoas rir perdidamente.

Os seminaristas de Santa Maria da Feira estiveram em reflexão na casa Passionista de Espinho, de 15 a 17 de fevereiro. Perto do mar, com o som relaxante das ondas e das gaivotas a acompanhar, criando um bom ambiente. O orientador do retiro, Tiago Veloso, recordou aos seminaristas que são felizes, importantes e os melhores dos melhores.
Na sexta feira, primeiro dia de retiro, o grupo dividiu-se pelos vários quartos disponíveis. A primeira noite foi longa. O entusiasmo crescente insistia em tirar o sono aos jovens. Apesar disso, no dia seguinte, alguns aventuraram-se e acordaram mais cedo para ver o nascer do sol, junto à praia.
Nas horas de reflexão, os seminaristas descobriram a incrível máquina que é o cérebro. Aprenderam o verdadeiro significado do “medo” e a linguagem de programação do cérebro.
Para finalizar em grande o sábado, os seminaristas participaram na eucaristia na Igreja Matriz de Espinho, onde foram muito bem acolhidos pelo Padre Sérgio, que os convidou a servir o altar pelo acolitado.
Todas as refeições foram preparadas pelos seminaristas que provaram ser bons na cozinha, tanto para cozinhar como para comer.
No domingo, após uma reflexão sobre os projetos de vida de cada um, foi feita a avaliação do retiro.
Os seminaristas terminaram bastante satisfeitos, com um sorriso na cara e rumos diferentes para a vida.
Todos, sem exceção, disseram que gostariam de repetir uma experiência similar à deste fim de semana.

Semana sem tecnologias no seminário menor dos passionistas
Os seminaristas viveram uma semana sem tecnologias (21-25 janeiro). Esta semana baseou-se em viver como os nossos avós viviam: comer à luz das velas (romântico, não?), corredores também iluminados por velas, a capela com uma lamparina de azeite a indicar a presença de Jesus, em vez da “luzinha do costume”, nada de computadores, entre outras coisas.
Todos os dias, acordávamos ao som de um grande sino, sem qualquer problema!
A quarta feira, 23 de janeiro, foi dedicada ao silêncio e ao encontro com DEUS! more

0

Os Seminaristas Passionistas aproveitaram todos os tempos livres das últimas semanas para arranjar areia, musgo, ervas, montanhas, imagens, panos… Organizaram tudo de tal maneira que nasceu um Presépio!

1

Os Seminaristas já começaram a preparar o Natal! Um mês antes do inicio do advento, e com vontade de crescer em várias dimensões, os 10 seminaristas passionistas estiveram em retiro, de 2 a 4 de dezembro.
Este encontro anual ocorre para que os jovens tenham um período de encontro consigo mesmos, com os amigos e com Deus. É um momento em que o Espírito Santo enche o interior dos candidatos à vida missionária, para que o vigor nos estudos e na Comunidade seja mais forte. Este período de recarga de energias foi dinamizado pelo Fernando Batista, profissional em coaching e em risoterapia.  more