Tag: sede vacante

O Papa deixa de ser Papa quando:
1 – morre
2 – fica doente mental e sem capacidades
3 – em caso de negar ou alterar a fé da Igreja
4 – renuncia livre

Bento XVI renunciou.

Desde as 19 horas de 28 de fevereiro que estamos em período de Sede Vacante. Ou seja, estamos no período em que não há Papa. Durará até à eleição do sucessor de S. Pedro, no Conclave.
Neste período de Sede Vacante, o governo da Igreja está confiado ao Colégio dos Cardeais, mas só para tratar assuntos normais e preparação da eleição do Papa. Na Oração Eucarística omite-se a parte referente ao Papa. Na Cúria Romana, cessam funções quase todos os responsáveis dos vários Dicastérios (departamentos de governo da Igreja). Continuam no cargo o Cardeal Camarlengo e o Penitenciário-Mor e poucos mais.

Nos primeiros séculos, a eleição do Papa era feita por aclamação ou por designação do sucessor. Mais tarde são os padres de Roma quem escolhem o seu Bispo. Com as intromissões do poder civil, no século XI os eleitores passaram a ser os cardeais.
Como as eleições chegavam a demorar dias ou meses, nasce em 1274 o Conclave.

No dia 12 de março vai começar o Conclave. Os cardeais vão celebrar uma Missa pro eligendo Papa na Basílica de S. Pedro no Vaticano. Pela tarde, irão em solene procissão para a Capela Sistina, onde farão juramento de guardar segredo. Após esse momento, é pronunciado o extra omnes e todos devem sair da Capela, exceto os Cardeais eleitores e o pregador de uma pequena meditação.

No momento da votação apenas estão na Capela Sistina os cardeais eleitores. A eleição é válida com dois terços dos votos. Neste caso, 77 votos a favor de um só.
Diariamente há quatro votações, duas pela manhã e duas pela tarde. No final das duas votações, os papéis são queimados e sai fumo negro por uma chaminé instalada na Capela Sistina. No momento em que há votos suficiente e o eleito aceita ser Papa, sai fumo branco e tocam os sinos da Basílica de S. Pedro e, posteriormente, de todas as igrejas de Roma.

Após a aceitação, o novo Papa informa o nome que adopta, é revestido da veste branca, cumprimenta os Cardeais e saúda o povo na Praça de S. Pedro. Entre o fumo branco e a saudação na praça, decorre sensivelmente 1 hora.