Our Blog

0


Podes saber muito pouco da tua árvore genealógica, mas olha que era interessante se a conhecesses melhor…
De certo que a tua família terá uma história fantástica. Com muita certeza afirmo que a tua família marcou o mundo. Mais, se não fosse a tua família, o mundo seria muito mais escuro, mais de trevas…
A tua Família Católica deu muitos frutos, frutos que duram para sempre (vai ver João 15,16).

Costumas fazer o presépio na tua casa? Foi S. Francisco de Assis quem teve a ideia do primeiro.

A árvore de Natal? Muitos dizem que o inventor foi São Bonifácio, em 723.

São Nicolau foi o primeiro “pai natal” por ajudar, anonimamente, os pobres do seu tempo (século IV).

São Boaventura e São Tomás de Aquino são personagens importantes para as universidades de âmbito internacional.
São Carlos Borromeu foi o primeiro bispo a fundar seminários para os candidatos ao presbiterado.

Tens conferências vicentinas na tua paróquia? Foi São Vicente de Paulo quem se dedicou aos pobres. A sua obra dura há mais de 450 anos…

Há outros santos que eram tão santos que os seus nomes perduram… São Gregório Magno não criou o canto gregoriano, mas dá nome ao calendário gregoriano, que hoje seguimos.
Santa Teresa de Lisieux só estudou até ao equivalente do nosso 6º ano, mas a sua santidade foi de tal modo impressionante que ganhou o título de “Doutora da Igreja” (existem apenas 35 doutoras da Igreja…).

São Bento criou as comunidades monásticas e inspira milhares de pessoas pelo mundo inteiro.
Santo Inácio de Loyola deu à Igreja e ao mundo uma nova visão da missão.
São Domingos alterou radicalmente o conceito de vida religiosa entre os leigos.
Santo Agostinho deixou uma regra de vida para os padres diocesanos, alguns ainda a seguem.

E São João de Deus, homem que dedicou a sua vida ao cuidado dos doentes incuráveis…

Qual terá sido o segredo de Santo António de Lisboa, para ainda hoje mover multidões? Ou de Santa Gemma Galgani que move milhares de pessoas?

Temos ainda centenas (milhares?) de povoações pelo mundo fora… Santa Maria da Feira, Santa Comba Dão, Santa Cruz, Póvoa de Santa Iria, Santiago do Cacém, Santo Tirso, São João da Madeira, São Mamede de Infesta, São Pedro do Sul, São Salvador de Lordelo, Senhora da Hora, Vila Nova de Santo André, Vila Real de Santo António, Caldas de São Jorge, Canas de Santa Maria, Póvoa de Santo Adrião, Santa Catarina da Serra, Santa Cruz da Graciosa, São Miguel, Santa Cruz das Flores, Santa Eulália, Santa Maria de Lamas, Santa Marta de Penaguião, São Bartolomeu de Messines, São Brás de Alportel, São Félix da Marinha, São João da Pesqueira, São João de Ovar, São Martinho de Anta, São Mamede, São Pedro de Rates, São Romão, São Roque do Pico, São Vicente, São Paulo, San Francisco, San Diego, Santa Barbara, El Pueblo de la Reina de Los Angeles (Los Angeles), entre tantas outras…

Madre Teresa de Calcutá alterou a forma como entendemos a dignidade humana.

João Paulo II falou-nos da Teologia do Corpo, da Nova Evangelização, deu-nos as Jornadas Mundiais da Juventude, derrubou muros (não esqueçamos o regime comunista da Europa de Leste…).

Não esqueçamos também São Jerónimo que traduziu a Bíblia ao latim, tornando-a mais universal.

Existem muitos santos. Temos centenas de modelos para a nossa vida. Modelos de seres humanos de carne e osso, que aprenderam a amar sem limites, servindo a Deus e ao próximo.
Nós temos uma grande família. Vale a pena ser católico!

Não foram vocês que me escolheram, mas sim eu que vos escolhi e enviei para produzirem muito fruto; não um fruto passageiro, mas um fruto que dure para sempre.

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *