Our Blog

natal do ipad

O Natal é uma época muito complicada. Muito trabalho, muito stresse, muito trânsito. É que isto de ter de encher uma mesa de comida e cercar uma árvore de Natal de prendas não é nada fácil, dá mesmo trabalho.

Estamos em crise. Falta emprego e dinheiro, mas as filas de carros enchem as ruas e as pessoas enchem as lojas.
É de prendas que se fala, da roupa e dos gadgets essenciais para sermos alguém nesta terra. Quem é que não quer um iPad?

O Natal pode ser isto: um vírus que enche ruas de almas vazias.

Acho que só quem se abre ao amor, sabe o que é realmente o Natal. Só quem se abre ao amor é envolvido pela luz do Natal e isto não tem nada a ver com coisas que nos preenchem por fora, tem a ver com coisas que nos preenchem por dentro: a humildade que nos enche o coração, a liberdade que nos faz fazer mais, a confiança que nos faz ser mais.

“O que é que tu pediste ao menino Jesus?” foi a pergunta que fiz a um menino de 6 anos. E sabem o que ele me respondeu? Ele, muito sabiamente, disse: “Não pedi nada. Não preciso de pedir nada porque Jesus sabe muito bem o que quero e o que preciso.”

Duvido que este menino tenha consciência de como a sua resposta foi sábia, assim como duvido que cada um de nós tenha coragem para arriscar confiar assim, entregar-se assim a Jesus.

E se neste Natal arriscássemos experimentar confiar radicalmente, amar perdidamente?

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *